soterrado

a borra de café revelou outro coração.
mas era um coração explodido.
foi aquela granada de mão
que você me pediu pra segurar.
eu desatei os nós dos cadarços
com muito cuidado
mas não adiantou.

 

(quando entrei naquele prédio
eu já sabia que estava desmoronando)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s