se você olhar agora
(para os mortos na estação)
entenderá que:
o brilho das retinas guarda em silêncio as lembranças;
a mulher que fala está ausente;
os cegos saltarão o vão.
fecham-se as cortinas
e a luz parte agora mesmo
para o túnel.
(nesse segundo e meio
de escuridão
eu desenho o homem dormindo.)